domingo, 13 de setembro de 2020

Lewis Hamilton vence em Mugello

Com mais um triunfo, britânico fica a uma vitória de igualar recorde de Michael Schumacher


Em corrida dominada pela Mercedes, o inglês venceu com tranquilidade uma prova bem movimentada, marcada por duas bandeiras vermelhas. A primeira foi na 7ª volta, depois de seis giros com safety car, após a batida que tirou Pierre Gasly, depois de um toque de Romain Grosjean, e atingiu a Red Bull de Max Verstappen, tirando ambos os rubrotaurinos da corrida. A segunda paralisação foi na 48ª volta, quando Lance Stroll  escapou, após problema mecânico, e bater na barreira de pneus. Kimi Raikkonen entrou aos pits, mas passou por cima das linhas que marcam a entrada, sendo punido com cinco segundos no tempo final, mas ainda assim somou os primeiros pontos na temporada.


Mantendo a corrida sob controle, Lewis Hamilton conseguiu rumar para mais uma vitória, seguido pelo companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, para mais uma dobradinha Mercedes. Alexander Albon, que superou Daniel Ricciardo no giro 51, garantiu o primeiro pódio na carreira, salvando o dia da Red Bull.


No pelotão intermediário, tivemos poucas ultrapassagens, por conta das características da pista, dispondo apenas da reta dos boxes para uma tentativa concreta de um duelo, embora o traçado seja bem desafiador. O australiano Daniel Ricciardo garantiu um 4º lugar para a Renault. A Racing Point pontuou com a 5ª colocação de Sergio Perez. Lando Norris salvou o dia para a McLaren, enquanto Carlos Sainz Junior ficou pelo caminho com apenas sete voltas, após a confusão da relargada, quando bateu, em incidente que també tirou da disputa Kevin Magnussen, Antonio Giovinazze e Nicholas Latifi. Outra atuação positiva foi o 7º posto de Daniil Kvyat, da Alpha Tauri.


Participando do milésimo Grande Prêmio na Fórmula 1, a Ferrari decepcionou. Apesar de se classificar bem, Charles Leclerc ficou com a 8ª posição por causa da penalidade contra Kimi Raikkonen, que ainda somou dois pontos, os primeiros de 2020 para o nórdico, enquanto o alemão Sebastian Vettel foi o 10º, fechando a zona de pontuação. Já a Williams, sob nova direção, agora comandada pelo Dorilton Capital, bateu na trave, com o 11º posto do inglês George Russell.


Outra novidade na semana, foi a contratação de Sebastian Vettel pela futura Aston Martin em 2021, substituindo o mexicano Sergio Perez, que ainda tem opções para se manter no grid, especialmente por Alfa Romeo ou Haas.


A Fórmula 1 volta daqui a duas semanas, no circuito de Sochi.


Resultados:


Pole: Lewis Hamilton, Mercedes

Melhor Volta: Lewis Hamilton, Mercedes


Corrida:

1º) Lewis Hamilton, Mercedes

2º) Valtteri Bottas, Mercedes

3º) Alexander Albon, Red Bull Honda

4º) Daniel Ricciardo, Renault

5º) Sergio Perez, Racing Point Mercedes

6º) Lando Norris, McLaren Renault

7º) Daniil Kvyat, Alpha Tauri Honda

8º) Charles Leclerc, Ferrari

9º) Kimi Raikkonen, Alfa Romeo

10º) Sebastian Vettel, Ferrari


Classificação


Mundial de Pilotos

1º) Lewis Hamilton, 190 pontos

2º) Valtteri Bottas, 135 pontos

3º) Max Verstappen, 110 pontos

4º) Lando Norris, 65 pontos

5º) Alexander Albon, 63 pontos

6º) Lance Stroll, 57 pontos

7º) Daniel Ricciardo, 53 pontos

8º) Charles Leclerc, 49 pontos

9º) Sergio Perez, 44 pontos

10º) Pierre Gasly, 43 pontos

11º) Carlos Sainz Junior, 41 pontos

12º) Esteban Ocon, 30 pontos

13º) Sebastian Vettel, 17 pontos

14º) Daniil Kvyat, 10 pontos

15º) Nico Hulkenberg, 6 pontos

16º) Antonio Giovinazzi, 2 pontos

17º) Kimi Raikkonen, 2 pontos

18º) Kevin Magnussen, 1 ponto


Mundial de Construtores

1º) Mercedes, 328 pontos

2º) Red Bull Honda, 176 pontos

3º) McLaren Renault, 106 pontos

4º) Racing Point Mercedes, 92 pontos

5º) Renault, 83 pontos

6º) Ferrari, 66 pontos

7º) Alpha Tauri Honda, 53 pontos

8º) Alfa Romeo, 4 pontos

9º) Haas Ferrari, 1 ponto

A Racing Point foi punida com a perda de 15 pontos por irregularidades no sistema de freios dos carros da equipe


Nenhum comentário:

Postar um comentário