domingo, 26 de novembro de 2017

Valtteri Bottas vence em Abu Dhabi

Finlandês encerra temporada com vitória

Mesmo vencendo a disputa em Abu Dhabi, o nórdico fecha em temporada na 3ª colocação, garantindo mais uma dobradinha para as flechas de prata, a quarta em 2017. O alemão Sebastian Vettel fez uma corrida solitária na 3ª posição, completando o pódio. O finlandês Kimi Raikkonen ficou com o 4º posto, passando o australiano Daniel Ricciardo na classificação entre os pilotos. O piloto da Red Bull voltou a enfrentar problemas mecânicos, tendo que desistir da disputa. Max Verstappen ainda chegou a ameaçar o competidor ferrarista na parte final, mas não conseguiu passar.

A Renault, mesmo sendo a 6ª equipe entre os construtores, perdeu a chance de somar mais pontos, além do 6º lugar de Nico Hulkenberg, quando liberou o espanhol Carlos Sainz Junior na 33ª volta, ao não apertar a roda do carro, forçando o hispânico a ficar pelo caminho. A dupla da Force India voltou a pontuar com os dois carros, com o mexicano Sergio Perez a frente de Esteban Ocon. Repetindo as disputas do Brasil, Fernando Alonso desta vez levou a melhor sobre o brasileiro Felipe Massa, e o asturiano superou o ex-companheiro de Ferrari após a troca de pneus de ambos. Massa se despede com um ponto da Fórmula 1, e a McLaren e a Honda desfazem a parceria após o 9º lugar do campeão de 2005 e 2006.

O principal duelo da corrida foi nas voltas iniciais, quando Romain Grosjean duelou com o canadense Lance Stroll. Fora a briga de ambos, a corrida não teve grandes lances de emoção, nem intervenção do Safety Car.

Resultados:

Pole: Valtteri Bottas, Mercedes
Melhor Volta: Valtteri Bottas, Mercedes

Corrida:
1º) Valtteri Bottas, Mercedes
2º) Lewis Hamilton, Mercedes
3º) Sebastian Vettel, Ferrari
4º) Kimi Raikkonen, Ferrari
5º) Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer
6º) Nico Hulkenberg, Renault
7º) Sergio Perez, Force India Mercedes
8º) Esteban Ocon, Force India Mercedes
9º) Fernando Alonso, McLaren Honda
10º) Felipe Massa, Williams Mercedes

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 363 pontos
2º) Sebastian Vettel, 317 pontos
3º) Valtteri Bottas, 305 pontos
4º) Kimi Raikkonen, 205 pontos
5º) Daniel Ricciardo, 200 pontos
6º) Max Verstappen, 168 pontos
7º) Sergio Perez, 100 pontos
8º) Esteban Ocon, 87 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 54 pontos
10º) Nico Hulkenberg, 43 pontos
11º) Felipe Massa, 43 pontos
12º) Lance Stroll, 40 pontos
13º) Romain Grosjean, 28 pontos
14º) Kevin Magnussen, 19 pontos
15º) Fernando Alonso, 17 pontos
16º) Stoffel Vandoorne, 13 pontos
17º) Jolyon Palmer, 8 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 5 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 668 pontos
2º) Ferrari, 522 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 368 pontos
4º) Force India Mercedes, 187 pontos
5º) Williams Mercedes, 83 pontos
6º) Renault, 57 pontos
7º) Toro Rosso Renault, 53 pontos
8º) Haas Ferrari, 47 pontos
9º) McLaren Honda, 30 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 12 de novembro de 2017

Sebastian Vettel vence no Brasil

Com a conquista em Interlagos, piloto da Ferrari assegura vice-campeonato

Em corrida bastante movimentada, a Ferrari venceu em solo brasileiro. Ganhando a dianteira do pole Valtteri Bottas, Vettel garantiu a liderança na primeira curva, perdendo apenas para a Mercedes de Lewis Hamilton nas trocas de pneus. Atrás do competidor tedesco, os finlandeses dividiram o pódio, com o piloto da flecha de prata a frente. Kimi Raikkonen ainda segurou aos ataques do campeão da temporada para voltar a ficar entre os três melhores. O quarteto chegou bem próximo. Hamilton teve uma atuação muito competitiva, depois de bater na classificação e largar em último lugar.

A única intervenção do safety car ainda aconteceu na primeira volta, quando a Red Bull de Daniel Ricciardo bateu com a McLaren de Stoffel Vandoorne e a Haas de Kevin Magnussen, deixando apenas o australiano na disputa. Na curva do laranjinha, o colega de Magnussen, Romain Grosjean, escapou e acertou a Force India de Esteban Ocon, tirando o gaulês do carro indiano da prova. Grosjean acabou punido e foi apenas o 15º colocado.

Mesmo com os problemas e inúmeras desavenças com os fornecedores de motor, a Renault, a dupla da Red Bull ficou com Max Verstappen em 5º lugar, seguido por Daniel Ricciardo, que também precisou fazer uma corrida de recuperação. Os outros rubrotaurinos, com Brendon Hartley, voltaram a ter problemas com os propulsores franceses, tanto na classificação como da prova, com o carro do neozelandês. Pierre Gasly cruzou na 12ª colocação.

Após os seis melhores, Felipe Massa conseguiu uma 7ª posição, depois de passar o espanhol Fernando Alonso logo após a relargada, segurando a pressão do ex-colega de Maranello e do mexicano Sergio Perez nos últimos giros. O brasileiro, que se despede da Fórmula 1, desta vez para valer, somou mais seis pontos para ele e sua equipe, a Williams. Para a McLaren, apesar da falta de sorte com Stoffel Vandoorne, ainda garantiu os quatro pontos com o piloto asturiano. Fechando a zona de pontuação, o alemão Nico Hulkenberg garantiu o último ponto.

Resultados:

Pole: Valtteri Bottas, Mercedes
Melhor Volta: Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer

Corrida:
1º) Sebastian Vettel, Ferrari
2º) Valtteri Bottas, Mercedes
3º) Kimi Raikkonen, Ferrari
4º) Lewis Hamilton, Mercedes
5º) Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer
6º) Daniel Ricciardo, Red Bull TAG Heuer
7º) Felipe Massa, Williams Mercedes
8º) Fernando Alonso, McLaren Honda
9º) Sergio Perez, Force India Mercedes
10º) Nico Hulkenberg, Renault

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 345 pontos
2º) Sebastian Vettel, 302 pontos
3º) Valtteri Bottas, 280 pontos
4º) Daniel Ricciardo, 200 pontos
5º) Kimi Raikkonen, 193 pontos
6º) Max Verstappen, 156 pontos
7º) Sergio Perez, 94 pontos
8º) Esteban Ocon, 83 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 54 pontos
10º) Felipe Massa, 42 pontos
11º) Lance Stroll, 40 pontos
12º) Nico Hulkenberg, 35 pontos
13º) Romain Grosjean, 28 pontos
14º) Kevin Magnussen, 19 pontos
15º) Fernando Alonso, 15 pontos
16º) Stoffel Vandoorne, 13 pontos
17º) Jolyon Palmer, 8 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 5 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 625 pontos
2º) Ferrari, 495 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 358 pontos
4º) Force India Mercedes, 177 pontos
5º) Williams Mercedes, 82 pontos
6º) Toro Rosso Renault, 53 pontos
7º) Renault, 49 pontos
8º) Haas Ferrari, 47 pontos
9º) McLaren Honda, 28 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 5 de novembro de 2017

A música como lazer

Fernando Reichert é engenheiro elétrico e servidor público aposentado, e aos domingos, costuma ir ao Parque do Córrego Grande, acompanhado pelo violão e a lista de músicas, para cantar.

Fernando Reichert
Foto: Diego Wendhausen Passos


Como surgiu sua paixão pela música?

Ao longo do tempo. Desde criança tenho tendência a tirar som de instrumento. Comecei com piano, depois, violão, cheguei a tocar acordeom.

E a música para você, é um passatempo, ou já chegou a trabalhar com ela, como apresentações em eventos e festas comunitárias?

Trabalhar profissional, muito pouco. Trabalhei um ano com uma banda de rock, quando eu era novo, e depois, esporadicamente em restaurante, mas muito pouco, nunca apresentei em festas. A maior parte do tempo é como lazer.

E quais estilos musicais você costuma tocar?

Eu tenho algumas músicas nacionais, internacionais, músicas românticas, como Roberto Carlos, na fase rock, Fagner, Caetano Veloso, Toquinho, algumas do país e outras estrangeiras, como Denver, John Denver, alguma coisa, Crown the Wind, Creedence Clearwater. E gosto muito do country americano, que é minha preferência maior.

domingo, 29 de outubro de 2017

Max Verstappen vence no México

Holandês garante vitória e Lewis Hamilton garante o 4º título

Mesmo com um toque com Sebastian Vettel na primeira curva e um pneu furado para o inglês e uma asa danificada na Ferrari do alemão, não tirou a dupla dos pontos, garantindo uma corrida com boas disputas. Hamilton levou quase 30 voltas para superar a Renault de Carlos Sainz Junior e a Sauber de Pascal Wehrlein, indo para os boxes novamente na volta 33, colocando compostos super macios, melhorando o rendimento, subindo para o 9º lugar, após uma ultrapassagem antológica sobre o espanhol Fernando Alonso. Para o piloto tedesco, as dificuldades foram menores, conseguindo alcançar o 4º posto, insuficiente para se manter na disputa pelo título.

Max Verstappen assumiu a dianteira a coube ao holandês administrar a vantagem ao longo da disputa. O pódio foi completado pelos finlandeses Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen. Bottas também fez uma prova solitária para garantir a 2ª posição, enquanto o compatriota fez uma corrida burocrática e se aproveitou das trocas de pneus para ficar com a 3ª colocação. A única intervenção de safety car foi de forma virtual, na volta 33, quando o motor da Toro Rosso de Brendon Hartley, permanecendo durante dois giros.

Correndo em casa, o mexicano Sergio Perez foi o 7º colocado, duas posições atrás do companheiro de equipe, o francês Esteban Ocon, garantindo para a Force India o 4º lugar na disputa entre os construtores. O dinamarquês garantiu quatro pontos para a Haas.

Outro ponto de destaque foram os problemas com os motores Renault. Além da dupla do time francês, o neozelandês Brendon Hartley e Daniel Ricciardo ficaram pelo caminho por conta de problemas com os propulsores franceses. O asturiano Fernando Alonso e o belga Stoffel Vandoorne contavam com um bom carro, mas a falta de velocidade dos motores Honda impediram a dupla da McLaren de garantir um resultado positivo. Os japoneses provavelmente entregarão novas unidades para o Brasil.

Resultados:

Pole: Sebastian Vettel, Ferrari
Melhor Volta: Sebastian Vettel, Ferrari

Corrida:
1º) Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer
2º) Valtteri Bottas, Mercedes
3º) Kimi Raikkonen, Ferrari
4º) Sebastian Vettel, Ferrari
5º) Esteban Ocon, Force India Mercedes
6º) Lance Stroll, Williams Mercedes
7º) Sergio Perez, Force India Mercedes
8º) Kevin Magnussen, Haas Ferrari
9º) Lewis Hamilton, Mercedes
10º) Fernando Alonso, McLaren Honda

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 333 pontos
2º) Sebastian Vettel, 277 pontos
3º) Valtteri Bottas, 262 pontos
4º) Daniel Ricciardo, 192 pontos
5º) Kimi Raikkonen, 178 pontos
6º) Max Verstappen, 146 pontos
7º) Sergio Perez, 92 pontos
8º) Esteban Ocon, 83 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 54 pontos
10º) Lance Stroll, 40 pontos
11º) Felipe Massa, 36 pontos
12º) Nico Hulkenberg, 34 pontos
13º) Romain Grosjean, 28 pontos
14º) Kevin Magnussen, 19 pontos
15º) Stoffel Vandoorne, 13 pontos
16º) Fernando Alonso, 11 pontos
17º) Jolyon Palmer, 8 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 5 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 595 pontos
2º) Ferrari, 455 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 340 pontos
4º) Force India Mercedes, 175 pontos
5º) Williams Mercedes, 76 pontos
6º) Toro Rosso Renault, 53 pontos
7º) Renault, 48 pontos
8º) Haas Ferrari, 47 pontos
9º) McLaren Honda, 24 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 22 de outubro de 2017

Lewis Hamilton vence nos Estados Unidos

Vitória deixa inglês próximo de mais um título e garante tetracampeonato de construtores para a Mercedes

Largando na frente, o britânico perdeu a liderança para Sebastian Vettel na largada, Hamilton reassumiu a dianteira ainda nos giros iniciais, perdendo a primeira colocação somente quando parou para trocar pneus. A dupla das flechas de prata e Kimi Raikkonen arriscaram a ficaram na pista, enquanto Vettel e Max Verstappen optaram por mais uma passagem pelos boxes. Kimi conseguiu superar o compatriota Valtteri Bottas, mas Vettel e Verstappen conseguiram ultrapassar os dois finlandeses, mas o competidor da Red Bull foi punido com o acréscimo de cinco segundos no tempo final da corrida, perdendo o lugar no pódio, deixando a dupla da Ferrari entre os três melhores. Bottas ainda foi aos pits nas voltas finais, ficando com o 5º lugar.

Mais uma vez, a dupla da Force India terminou nos pontos. Esteban Ocon foi o 6º colocado, segurando a pressão do espanhol Carlos Sainz Junior, que estreou pela Renault em Austin. O mexicano Sergio Perez ficou com a 8ª posição. Mesmo ficando de fora da fase final da classificação, o brasileiro Felipe Massa faturou mais dois pontos para a Williams, com o 9º posto. De volta após duas corridas ausente, Daniil Kvyat fechou a zona de pontuação. Correndo com o capacete utilizado nas 500 milhas de Indianápolis, Fernando Alonso ficou pelo caminho pouco após a primeira troca de pneus, com problemas no motor Honda. Stoffel Vandoorne foi apenas o 12º colocado, sem pontuar novamente. A McLaren vem se preparando para 2018.

Resultados:

Pole: Lewis Hamilton, Mercedes
Melhor Volta: Sebastian Vettel, Ferrari

Corrida:
1º) Lewis Hamilton, Mercedes
2º) Sebastian Vettel, Ferrari
3º) Kimi Raikkonen, Ferrari
4º) Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer
5º) Valtteri Bottas, Mercedes
6º) Esteban Ocon, Force India Mercedes
7º) Carlos Sainz Junior, Renault
8º) Sergio Perez, Force India Mercedes
9º) Felipe Massa, Williams Mercedes
10º) Daniil Kvyat, Toro Rosso Renault

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 331 pontos
2º) Sebastian Vettel, 265 pontos
3º) Valtteri Bottas, 244 pontos
4º) Daniel Ricciardo, 192 pontos
5º) Kimi Raikkonen, 163 pontos
6º) Max Verstappen, 123 pontos
7º) Sergio Perez, 86 pontos
8º) Esteban Ocon, 73 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 54 pontos
10º) Felipe Massa, 36 pontos
11º) Nico Hulkenberg, 34 pontos
12º) Lance Stroll, 32 pontos
13º) Romain Grosjean, 28 pontos
14º) Kevin Magnussen, 15 pontos
15º) Stoffel Vandoorne, 13 pontos
16º) Fernando Alonso, 10 pontos
17º) Jolyon Palmer, 8 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 5 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 575 pontos
2º) Ferrari, 428 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 315 pontos
4º) Force India Mercedes, 159 pontos
5º) Williams Mercedes, 68 pontos
6º) Toro Rosso Renault, 53 pontos
7º) Renault, 48 pontos
8º) Haas Ferrari, 43 pontos
9º) McLaren Honda, 23 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 8 de outubro de 2017

Lewis Hamilton vence no Japão

Britânico fatura em solo nipônico e ainda conta com quebra de Vettel para ampliar a vantagem na classificação

Depois de largar na pode pela primeira vez em Suzuka, o inglês passou aperto nos giros finais, quando os pneus estavam desgastados, mas ao dar volta em Fernando Alonso e Felipe Massa, o piloto da Mercedes soube negociar melhor as ultrapassagens, mantendo-se na frente e superando a Red Bull de Max Verstappen. As flechas de prata e os rubrotaurinos ficaram com as quatro primeiras colocações, com Daniel Ricciardo completando o pódio, enquanto o finlandês Valtteri Bottas, com a melhor volta da corrida, foi o 4º colocado.

Para a Ferrari, mais um final de semana difícil na terra do sol nascente. Sebastian Vettel ficou de fora na quinta volta, com problemas na vela do motor, enquanto Kimi Raikkonen precisou fazer uma corrida de recuperação, escalando o pelotão ainda na parte inicial e superando em pista a dupla da Force India e a Renault de Nico Hulkenberg para cruzar a linha de chegada na 5ª posição. O time hindu ficou atrás do nórdico, com o francês Esteban Ocon chegando a frente do mexicano Sergio Perez. O time francês vinha com boas chances de pontuar, mas o competidor tedesco teve problemas com a asa móvel quando tentava superar Romain Grosjean, desistindo faltando poucos giros para encerrar a disputa.

Para a equipe Haas, aliado aos problemas dos concorrentes diretos, os resultados foram bons, com a dupla do time ianque somando pontos. Após travar uma disputa apertada com a Williams de Massa, Kevin Magnussen ganhou o 8º posto, e o francês Grosjean aproveitou na mesma manobra para garantir dois pontos. Mesmo pressionado pela McLaren de Alonso faltando pouco para terminar, o brasileiro conseguiu fechar a zona de pontuação.

O safety car teve três intervenções ao longo da prova. A primeira logo na volta inicial, com a batida da Toro Rosso de Carlos Sainz Junior. E outras duas vezes de forma virtual, quando Markus Ericsson bateu com a Sauber na volta 10, e faltando dois giros, quando Lance Stroll teve uma quebra na suspensão, desistindo da disputa.

A próxima etapa, daqui a duas semanas, nos Estados Unidos, contará com algumas mudanças no pelotão. Carlos Sainz Junior passará a competir pela Renault em solo estadounidense, no lugar de Jolyon Palmer, demitido da escuderia francesa. Para o lugar do espanhol, provavelmente haverá o retorno de Daniil Kvyat para o time italiano. Outra novidade nos próximos dias, pode ser a renovação do contrato de Fernando Alonso com a McLaren, praticamente fechado com a equipe de Woking para o ano que vem.

Resultados:

Pole: Lewis Hamilton, Mercedes
Melhor Volta: Valtteri Bottas, Mercedes

Corrida:
1º) Lewis Hamilton, Mercedes
2º) Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer
3º) Daniel Ricciardo, Red Bull TAG Heuer
4º) Valtteri Bottas, Mercedes
5º) Kimi Raikkonen, Ferrari
6º) Esteban Ocon, Force India Mercedes
7º) Sergio Perez, Force India Mercedes
8º) Kevin Magnussen, Haas Ferrari
9º) Romain Grosjean, Haas Ferrari
10º) Felipe Massa, Williams Mercedes

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 306 pontos
2º) Sebastian Vettel, 247 pontos
3º) Valtteri Bottas, 234 pontos
4º) Daniel Ricciardo, 192 pontos
5º) Kimi Raikkonen, 148 pontos
6º) Max Verstappen, 111 pontos
7º) Sergio Perez, 82 pontos
8º) Esteban Ocon, 65 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 48 pontos
10º) Nico Hulkenberg, 34 pontos
11º) Felipe Massa, 34 pontos
12º) Lance Stroll, 32 pontos
13º) Romain Grosjean, 28 pontos
14º) Kevin Magnussen, 15 pontos
15º) Stoffel Vandoorne, 13 pontos
16º) Fernando Alonso, 10 pontos
17º) Jolyon Palmer, 8 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 4 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 540 pontos
2º) Ferrari, 395 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 303 pontos
4º) Force India Mercedes, 147 pontos
5º) Williams Mercedes, 66 pontos
6º) Toro Rosso Renault, 52 pontos
7º) Haas Ferrari, 43 pontos
8º) Renault, 42 pontos
9º) McLaren Honda, 23 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 1 de outubro de 2017

Max Verstappen vence na Malásia

Holandês conquista também primeiro pódio na temporada e espanta crise

Saindo da segunda fila, o competidor da Red Bull assumiu a dianteira ainda nos giros iniciais, passando a Mercedes de Lewis Hamilton, enquanto Daniel Ricciardo também superou o outro carro prateado, deixando para trás Valtteri Bottas. O finlandês ainda foi superado pela Ferrari de Sebastian Vettel, ficando em uma solitária 5ª colocação. Para a escuderia de Maranello, foi uma grande chance perdida. Enquanto o alemão teve problemas na classificação, com problemas no motor e largando em último, Kimi Raikkonen teve os mesmos problemas antes da largada, sequer alinhando para o grid. Para Vettel, ainda restou de consolo cruzar a linha de chegada na 4ª posição, e a vitória do seu ex-time, diminuindo o prejuízo na classificação. O australiano segurou a pressão do ferrarista nas voltas finais para completar o pódio. Com o 2º posto, Hamilton conseguiu abrir mais alguns pontos na tabela.

A Force India voltou a ser a quarta força. O mexicano Sergio Perez conseguiu o 6º lugar, terminando na mesma volta do vencedor, enquanto o francês Esteban Ocon, em uma prova bem movimentada, e envolvendo-se em dois toques com carros da Williams, o primeiro logo após a largada, e outro após Felipe Massa sair dos pits, impediu o gaulês de conseguir um resultado mais expressivo, ficando apenas com a 10ª posição, garantindo apenas um ponto.

Mesmo com as limitações do motor Honda, a McLaren conseguiu somar pontos em Sepang. O belga Stoffel Vandoorne fez uma corrida sólida, e mesmo próximo da dupla da Williams, conseguiu nas últimas voltas abrir vantagem, faturando mais seis pontos. O espanhol Fernando Alonso chegou perto dos pontos, em 11º. O time de Woking vem progredindo nas etapas finais e parte para o Japão, com chance de dar mais pontos aos propulsores nipônicos em casa. A equipe de Grove voltou a pontuar com os dois carros, novamente com o canadense Lance Stroll a frente do brasileiro Felipe Massa. O norte-americano ultrapassou o colega de time após a troca de pneus, e ficando um ponto atrás na classificação. Estreando no lugar do russo Daniil Kvyat, o francês Pierre Gasly teve uma atuação notória e combativa, apesar do resultado. A Renault esteve perto de pontuar, mas Nico Hulkenberg teve que trocar pneus, caindo para o fundo do pelotão. Outro destaque foi a não intervenção do carro de segurança durante a disputa.

Resultados:

Pole: Lewis Hamilton, Mercedes
Melhor Volta: Sebastian Vettel, Ferrari

Corrida:
1º) Max Verstappen, Red Bull TAG Heuer
2º) Lewis Hamilton, Mercedes
3º) Daniel Ricciardo, Red Bull TAG Heuer
4º) Sebastian Vettel, Ferrari
5º) Valtteri Bottas, Mercedes
6º) Sergio Perez, Force India Mercedes
7º) Stoffel Vandoorne, McLaren Honda
8º) Lance Stroll, Williams Mercedes
9º) Felipe Massa, Williams Mercedes
10º) Esteban Ocon, Force India Mercedes

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 281 pontos
2º) Sebastian Vettel, 247 pontos
3º) Valtteri Bottas, 222 pontos
4º) Daniel Ricciardo, 177 pontos
5º) Kimi Raikkonen, 138 pontos
6º) Max Verstappen, 93 pontos
7º) Sergio Perez, 76 pontos
8º) Esteban Ocon, 57 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 48 pontos
10º) Nico Hulkenberg, 34 pontos
11º) Felipe Massa, 33 pontos
12º) Lance Stroll, 32 pontos
13º) Romain Grosjean, 26 pontos
14º) Stoffel Vandoorne, 13 pontos
15º) Kevin Magnussen, 11 pontos
16º) Fernando Alonso, 10 pontos
17º) Jolyon Palmer, 8 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 4 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 503 pontos
2º) Ferrari, 385 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 270 pontos
4º) Force India Mercedes, 133 pontos
5º) Williams Mercedes, 65 pontos
6º) Toro Rosso Renault, 52 pontos
7º) Renault, 42 pontos
8º) Haas Ferrari, 37 pontos
9º) McLaren Honda, 23 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 17 de setembro de 2017

Lewis Hamilton vence em Cingapura

Inglês conta com incidente entre dupla da Ferrari e Max Verstappen para vencer de ponta a ponta

Contando com a sorte, o atual líder do campeonato assumiu a dianteira no giro inicial, quando um acidente triplo deixou o britânico na frente, prejudicando também Fernando Alonso, que foi atingido pelo Red Bull de Max Verstappen, ficando na disputa por mais algumas voltas, mas parou em consequência de danos no carro. O carro de segurança teve três participações, e a prova terminou pelo cronômetro. A primeira logo após a partida, seguida pela batida do russo Daniil Kvyat, e a última após o toque no guard rail do sueco Markus Ericsson.

Mesmo andando próximo a Hamilton, o australiano Daniel Ricciardo levou o outro carro do time austríaco ao 2º lugar, mantendo-se a frente do Mercedes do finlandês Valtteri Bottas, que completou o pódio.

Contratado pela Renault para a próxima temporada, o espanhol Carlos Sainz Junior obteve o melhor resultado no ano, cruzando a linha de chegada na 4ª posição, aproveitando-se dos problemas com Nico Hulkenberg. O competidor alemão vinha bem, mas teve problemas na 2ª passagem pelos pits, saindo da disputa voltas depois da última intervenção do carro de segurança. Sergio Perez foi o 5º colocado, garantindo mais pontos para a Force India, que ainda somou mais um ponto com o francês Esteban Ocon. Mesmo sem Hulkenberg, o time aurinegro contou com o 6º lugar de Jolyon Palmer, que teve que segurar a pressão do belga Stoffel Vandoorne, mas o piloto flamengo não conseguiu acompanhar o segundo Renault nos giros finais, garantindo o 7º posto e mais seis pontos para a McLaren, que contará com a usina de força do losango em 2018. Mesmo saindo no final do grid, o canadense Lance Stroll voltou a andar bem, garantindo mais quatro tentos para a Williams, deixando o canadense ainda mais próximo de Felipe Massa na classificação. O brasileiro não teve uma boa estratégia, sendo o último a colocar compostos de pista seca, ficando apenas em 11º. Romain Grosjean garantiu mais dois pontos para a Haas, embora a escuderia ianque tenha sido ultrapassado pelo time gaulês entre os construtores.

Os últimos dias marcaram muitas mudanças no cenário para 2018. A Honda deixa a McLaren para fornecer motores a Toro Rosso para a próxima temporada, podendo estender a parceria com o time matriz em 2019, a Red Bull. A escuderia de Woking vai de Renault ano que vem, provavelmente mantendo o asturiano Fernando Alonso. O time francês contará com Sainz, mantendo em um dos assentos Nico Hulkenberg. A Williams provavelmente manterá Stroll, enquanto Felipe Massa, Paul Di Resta e Robert Kubica postulam a outra vaga, e, devido a idade inferior a 25 anos, Pascal Wehlein, por exigência do patrocinador da equipe de Grove, tem poucas chances.

Resultados:

Pole: Sebastian Vettel, Ferrari
Melhor Volta: Lewis Hamilton, Mercedes

Corrida:
1º) Lewis Hamilton, Mercedes
2º) Daniel Ricciardo, Red Bull TAG Heuer
3º) Valtteri Bottas, Mercedes
4º) Carlos Sainz Junior, Toro Rosso Renault
5º) Sergio Perez, Force India Mercedes
6º) Jolyon Palmer, Renault
7º) Stoffel Vandoorne, McLaren Honda
8º) Lance Stroll, Williams Mercedes
9º) Romain Grosjean, Haas Ferrari
10º) Esteban Ocon, Force India Mercedes

Classificação

Mundial de Pilotos
1º) Lewis Hamilton, 263 pontos
2º) Sebastian Vettel, 235 pontos
3º) Valtteri Bottas, 212 pontos
4º) Daniel Ricciardo, 162 pontos
5º) Kimi Raikkonen, 138 pontos
6º) Max Verstappen, 68 pontos
7º) Sergio Perez, 68 pontos
8º) Esteban Ocon, 56 pontos
9º) Carlos Sainz Junior, 48 pontos
10º) Nico Hulkenberg, 34 pontos
11º) Felipe Massa, 31 pontos
12º) Lance Stroll, 28 pontos
13º) Romain Grosjean, 26 pontos
14º) Kevin Magnussen, 11 pontos
15º) Fernando Alonso, 10 pontos
16º) Jolyon Palmer, 8 pontos
17º) Stoffel Vandoorne, 7 pontos
18º) Pascal Wehrlein, 5 pontos
19º) Daniil Kvyat, 4 pontos

Mundial de Construtores
1º) Mercedes, 475 pontos
2º) Ferrari, 373 pontos
3º) Red Bull TAG Heuer, 230 pontos
4º) Force India Mercedes, 124 pontos
5º) Williams Mercedes, 59 pontos
6º) Toro Rosso Renault, 52 pontos
7º) Renault, 42 pontos
8º) Haas Ferrari, 37 pontos
9º) McLaren Honda, 17 pontos
10º) Sauber Ferrari, 5 pontos

domingo, 10 de setembro de 2017

A festa vista pelo público

A Festa do Divino é acompanhada por moradores de Florianópolis, organizada pelas comunidades e pela Irmandade do Divino Espírito Santo, e conta com a presença de moradores das localidades e visitantes de outros lugares.

Nascida em Florianópolis, Eva Henrique é decoradora e acompanha a festa desde criança, há cerca de 50 anos, quando seu pai trazia ela e seus irmãos a pé, da Vargem do Bom Jesus, para acompanhar a Procissão do Divino, em especial as atividades culturais. “O bom da festa em Santo Antônio é a Novena, em latim, que não existe em lugar nenhum, só aqui, a Novena em latim, a Procissão da Pomboca, que tivemos na semana passada, muito bom. É a pessoa com aquele candireiro, à luz de antigamente, e isso aqui, a Farinhada. E a tradição de sábado que vem, a coroação da Nossa Senhora, é muito emocionante, é muito bom, a carreata, o desfile de carro de boi, então, para nós, é isso significa tudo.”, destaca.
Eva Henrique
Foto: Diego Wendhausen Passos

Ela ainda pontua que Santo Antônio ainda mantém a identidade cultural, referente a Festa do Divino, que se perderam em outros lugares, o que a incentiva a participar das festas realizadas na comunidade.

Residente em São José dos Campos, o médico Fabio Roberto da Silva Baptista conheceu a festa por indicação de um amigo do filho, Felipe Baptista, estudante de economia da Universidade Federal de Santa Catarina. Fabio elogiou bastante a organização e as atrações do evento, também pelo aspecto cultural e das tradições que a festa preserva.

Entrevista com Wilson Felippe e Caio Jorge

Integrantes da Banda Cruzzy desde abril de 2017, Wilson Felippe é vocalista e guitarrista e Caio Jorge é baterista da Banda Cruzzy

Data da entrevista: 9/9/2017


Participação na Banda Cruzzy

Wilson: Eu vim para a Banda Cruzzy no mês de abril. Fui muito bem recebido pela galera, a família Cruzzy, como nós chamamos aqui. Estou muito feliz em participar hoje, pela primeira vez, na companhia do meu amigo Caio, com os demais integrantes da Cruzzy.

Caio: Eu entrei na mesma época do Felippe. Tive a oportunidade quando o nosso amigo e ex-baterista Marcelo me chamou, e vai ser hoje nosso primeiro show com um público grande, em Santo Antônio, e acho que vai ser bacana. Fizemos alguns ensaios, estudamos bem, e estamos com um roteiro bacana. E acho que vai dar tudo certo.

Experiências no meio musical

Wilson: Eu toco violão há muito tempo, desde pequeno, e estou participando há uns três anos em uma escola de música, estudando guitarra, e estou entrando na banda como um iniciante na guitarra. Está muito legal. Gosto daqui, o astral é muito bom.

Caio: Eu comecei aqui, com um colega nosso, também do bairro, o Leonardo Gomes, que na época me vendeu a bateria, e comecei a pegar devagar. Fiz quatro anos de aula, depois eu parei, com a última banda reggae, depois eu vim morar em Sambaqui. Estou aqui faz uns seis anos. Daí veio o convite, e estou presente também, tudo amigo, ali do lado de casa, e não teve como recusar o convite e é uma coisa que eu gosto.